O que você precisa saber sobre pés planos

Você sabia que aquela curva na parte interna do pé é essencial para nosso equilíbrio e movimentação saudável? Chamamos essa curva de arco plantar, e a pessoa que não tem essa curva pode desenvolver certos problemas.

Formação do arco plantar

Quando nascemos, não temos o arco plantar formado. Em vez disso, os pés de bebês e crianças muito jovens são planos, e a curva deve se formar naturalmente até os 6 anos de idade.

Apesar disso, alguns fatores genéticos podem fazer com que o arco plantar não se forme corretamente.

Complicações que podem surgir

O impacto mais notável dos pés planos é a dificuldade de mobilidade, pois essa condição impede a pessoa de pisar normalmente. Em vez disso, acabam pisando com o pé angulado para dentro, o que chamamos de pisada pronada.

Isso facilita as entorses, além de poder causar tendinite, inflamações no tornozelo, e as coalizões tarsais, que ocorrem quando os ossos da parte superior do pé se unem. As coalizões tarsais impactam a capacidade de articulação e causam encurtamento dos tendões, gerando dores na região.

Como tratar

Deixar as crianças andarem descalças em solo firme e plano é uma boa maneira de ajudar o desenvolvimento do arco plantar. Isso ajuda a fortalecer a musculatura, prevenindo lesões.

Também existem exercícios específicos que ajudam nesse aspecto, como abrir e fechar os dedos do pé. A avaliação de um ortopedista é essencial para encontrar as melhores soluções para cada caso.

Quando a condição causa muita dor, ou então evolui para quadros mais complexos como as coalizões tarsais, torna-se necessária a intervenção médica para recuperar a qualidade de vida do paciente.

É importante lembrar que palmilhas especiais e botinhas ortopédicas não são recomendadas pela comunidade médica na correção desses casos.